MENU

Juventude - Joseph Conrad


Descrição do livro

Conrad consegue admiravelmente fazer-nos sentir todos os infortúnios da humanidade.”
Otto Maria Carpeaux

Os laços marítimos e a camaradagem aproximam cinco homens que se reúnem para contar velhas histórias. Entre uma rodada e outra de vinho, um diretor de empresa, um guarda-livros, um advogado e o narrador ouvem atentamente o relato de Marlow sobre sua primeira experiência no mar: ele tinha então vinte anos, o navio em que embarcava como inexperiente marinheiro singrava em direção ao Oriente e sua vida nunca mais seria a mesma. Em Juventude, Joseph Conrad (1857-1924), ele próprio um ex-capitão da marinha mercante inglesa, celebra esses anos de plena euforia, muitas ilusões, expectativas e descobertas, quando o mar é um convite para explorar o mundo.




Sobre o Autor:

Joseph Conrad , de nome de baptismo Józef Teodor Nałęcz Korzeniowski (Berdyczew, 3 de dezembro de 1857 – Bishopbourne, 3 de agosto de 1924) foi um escritor britânico de origem polaca.[2] Muitas das obras de Conrad centram-se em marinheiros e no mar.

Conrad foi educado na Polónia ocupada pela Rússia. O seu pai, um aristocrata empobrecido de Nałęcz, foi escritor e militante armado, sendo preso pelas suas actividades contra os ocupantes russos e condenado a trabalhos forçados na Sibéria. Pouco depois, a sua mãe morreu de tuberculose no exílio, e quatro anos depois também o seu pai, apesar de ter sido autorizado a voltar a Cracóvia. Destas traumáticas experiências de infância durante a ocupação russa é possível que Conrad derivasse temas contra o colonialismo como no romance Heart of Darkness (Coração das trevas). A sua última obra publicada em vida foi 'The Rover' (1923), onde conta a história de Peyrol, um pirata que decide reformar-se.

Foi colocado sob os cuidados de seu tio, uma figura mais cautelosa do que qualquer um de seus pais, que não obstante, permitiu que Conrad viajasse para Marselha e começasse sua carreira como marinheiro com a idade de 17 anos. Em 1878, depois de uma tentativa falhada de suicídio, passou a servir num barco britânico para evitar o serviço militar russo. Aos 21 anos tinha aprendido inglês, língua que mais tarde dominaria com excelência. Conseguiu, depois de várias tentativas, passar no exame de Capitão de barco e finalmente conseguiu a nacionalidade britânica em 1884. Pôs pela primeira vez o pé em Inglaterra no porto de Lowestoft, Suffolk, e viveu em Londres e posteriormente perto de Cantuária, Kent.

O filósofo Bertrand Russell, que veio a conhecê-lo depois da sua chegada a Inglaterra, tinha verdadeiro fascínio pela sua obra, em especial, pela obra Coração das trevas. (O grau de amizade foi tal que Russell baptizou um de seus filhos com o nome "Conrad".



Essa obra e vários outros livros estão online nesse site divididos em capítulos para facilitar a leitura em Tablets e Celulares, bastando adicionar nos favoritos o último capítulo lido. Clique Aqui!





Juventude - Joseph Conrad



Essa obra e vários outros livros estão online nesse site divididos em capítulos para facilitar a leitura em Tablets e Celulares, bastando adicionar nos favoritos o último capítulo lido. Clique Aqui!